Acesso Reservado: SULCOS, de Rui Bastos

Título: Sulcos
Autor: Rui Bastos

Nota de autor: Decidi fazer algo diferente. Este excerto vem de um texto que não tem uma única versão finalizada. É recente, e o que está escrito já passou pelo escrutínio do grupo, mas desde essa altura que ficou a marinar na minha pasta de projectos a decorrer. A verdade é que tenho um imenso orgulho destes parágrafos, e da forma como os construí. Achei por bem, depois de vos trazer, da última vez, um texto que eu sabia que tinha problemas, trazer-vos um do qual me orgulho. Espero que gostem. Só sei que depois de reler bocados do texto para ir buscar este excerto, fiquei com vontade de continuar a escrever este conto. Raios.

Excerto: 

Olhou para a porta durante alguns segundos e depois foi-se sentar no sofá da sala. Ia fazer a única coisa que podia fazer, e também a que mais odiava: esperar. Fazia-o todos os dias. De vez em quando era para sair de casa, de tão cedo que acordava, mas a verdadeira espera era pelo sono. A doce sensação de chegar ao fim do dia, deitar-se na cama e fechar os olhos. O resto do dia passava-o a sofrer, e momentos antes de adormecer tinha perfeita noção de quão pouco ia dormir. Era doloroso. Mas assim que fechava os olhos, tudo mudava. Tudo melhorava. Isso sim, deixava-o à espera, dia após dia após dia.

Sentado no sofá, de luzes apagadas e Sol filtrado pelas cortinas, Filipe esperou.

***

Sentada na cama, de luzes acesas e a Lua a entrar pelas janelas, Vera desesperou.

Noite após noite, desesperava. Tudo piorava. Assim que fechava os olhos, tudo mudava. Era doloroso. O resto do dia passava-o a sorrir, e momentos antes de adormecer tinha perfeita noção de que ia dormir demasiado. A terrível sensação de chegar ao fim do dia, deitar-se na cama e fechar os olhos. De vez em quando custava-lhe sair de casa, de tão tarde que se deitava, mas o verdadeiro desespero era o sono. Fazia-o todas as noites. A única coisa que podia fazer, e também a que mais odiava: dormir. Olhou para a porta do quarto durante alguns segundos e depois levantou-se da cama.

Insultos, elogios ou sugestões, clique aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s