O Chui leu: HISTÓRIA DA CHINA, de Stephen G. Haw

1507-1Título: História da China
Título original: Traveller’s History
Autor: Stephen G. Haw
Tradução: Joana Estorninho de Almeida, RIta Graña
Publicado por: Tinta da China
Ano da edição: 2016
Páginas: 365

Sinopse: História da China descreve o percurso do país desde os seus primórdios até à transformação em superpotência económica.

Haw percorre toda a história da China, das gloriosas dnastias Tang e Song, durante as quais nasceriam as grandes cidades chinesas, ao período de declínio e do esforço ocidental para dominar este vasto território, incluindo os anos conturbados da Revolução Chinesa e as mudanças progressivas que foram ocorrendo desde os anos 70 até aos dias de hoje.

A transferência dos últimos territórios sob controlo ocidental para o governo chinês e o desenvolvimento fulminante da economia nas últimas décadas são os grandes temas abordados no final deste volume.

Veredicto (de Rui Bastos): Sempre gostei de História. De tal forma que quando era miúdo dizia que queria ser arqueólogo. Também sempre tive uma paixão imensurável por dinossauros, mas de certeza que isso não tem nada a ver com a arqueologia.

O que interessa para o caso é que recentemente tenho vindo a ganhar um interesse crescente pela Ásia, e em particular pela China. Mais recentemente ainda, esse meu interesse tem mostrado vontade de se deslocar até ao Japão, mas ainda não cheguei lá.

Graças a este livro cheguei à China, em todo o seu esplendor e em toda a sua desgraça. De forma clara, relativamente objectiva e, pelo menos aparentemente, de forma bastante compreensiva, o autor consegue dar uma visão geral da China e da sua evolução, desde a pré-história.

Questões geográficas, políticas, sociais, familiares, gerais e particulares, Stephen G. Haw transmite informação de todas as direcções possíveis e imaginárias. Isso, só por si, já é de louvar. Mas o passo seguinte é que faz com que este livro transcenda a barreira até ao fascinante: a forma como todas essas facetas da História de um país como a China se unem, antagonizam e complementam é excepcional, e o autor descreve muito bem essas ligações.

E a melhor parte é que o livro se mantém interessante até ao fim, e até está relativamente actualizado. Não é para todos os estômagos, já que se não se for fã de História (e dos textos que acompanham esse campo do conhecimento) nem se tiver um forte interesse pela China, este livro é bem capaz de passar bem ao lado. Mas se forem como eu… Ui… Demora a ler, mas foi das leituras mais fascinantes deste ano!

Insultos, elogios ou sugestões, clique aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s