Pensa o Bófia de que… (Júlia)

… o geek chic está em alta.

Nos últimos tempos ser “nerd” ou “geek” (e sim, eu sou das pessoas que se preocupam com a diferença entre geek e nerd) começa a ser uma coisa da moda. Ora os nerds (vou passar só a usar nerds, perdoem-me os geeks ou os fãs de geeks) nunca estiveram na moda, aliás, os nerds eram exactamente aqueles que nunca seriam os populares da escola, a não ser que arranjassem forma de fazer os trabalhos de casa a toda a gente.

Claro que as coisas aparecem sempre empoladas quando as vemos nos filmes ou nas séries mas na vida real estas coisas também acontecem.

Curiosamente, de há uns tempos para cá começou a ser giro usar óculos e dar uma imagem de ser nerd. Aliás, o “geek chic” é uma coisa que se vê por aí na propaganda, tentando recrutar mais e mais gente.

Antes não se via grandes convenções ou grupos de fãs de coisas, hoje em dia estão em todo o lado. Raro é o fim de semana em que não há qualquer coisa disso a acontecer. Abrem-se lojas com peluches e pulseiras e livros e pops (os sacanas dos bonecos até são engraçados mas aquilo é uma praga que, ainda se vai descobrir, tenciona dominar o mundo) e vêem-se mesmo pessoas por lá a passear alegremente.

O fenómeno tem-se intensificado nos últimos anos, e eu fico feliz por isso. Eu sei que durante uns anos eu gostava de muita coisa que pouca gente à minha volta gostava ou sequer conhecia, e muito menos havia várias lojas com coisas relacionadas. Hoje em dia começa a ser uma coisa conhecida e reconhecida pelas massas e as grandes lojas que “no meu tempo” (eu vou fazer 23 anos daqui a pouco, notem o peso da sapiência) nunca teriam nada dessas coisas, começam a ter e a publicitar.

Tudo isto para dizer que: não sou fã do movimento “geek chic”, na medida em que muito boa gente usa e faz e lê não porque gosta mas porque está na moda, mas por outro lado incentivo ao máximo, ao menos trazem coisas novas, e fazem promoções e mostram ao mundo o que existe. As marcas e lojas só investem naquilo que tem público, e se os nerds a sério são poucos, não me importo de agarrar uns que só o são pela metade mas que fazem número.

Por isso, vou continuar a ignorar as pessoas que vejo passar por mim de óculos de massa (curiosamente muitos iguais aos meus) e t-shirts que não sabem ao certo de onde vêm, mas vou aproveitar o jeito que os grandes números trazem a estas coisas.

We are nerds!

Insultos, elogios ou sugestões, clique aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s